quarta-feira, 4 de maio de 2011

Música é um prazer, não uma obrigação!

Viva a música!

Nada como sentar com uma pessoa que você gosta e que compartilha de seu gosto (ou que tenha tolerância a ele), com uma bebida e aperitivos (ou não!) e colocar um disco para ouvir com atenção. Para mim, trata-se de um dos maiores prazeres. 

A música é capaz de nos proporcionar ótimos momentos, mas também é capaz de infernizar nossa vida. É sobre isso que quero conversar com você hoje. Já parou para pensar em quantos momentos ouvimos música no nosso dia-a-dia? Agora analise quantas destas músicas você ouviu por opção e quantas por obrigação.

Pois é, sejam muitas ou poucas, o ponto é que somos obrigados a ouvir música e isso é insuportável. Não tanto pela qualidade das músicas (que em geral é péssima, mas não é esse o maior motivo de minha indignação), mas porque é à revelia, é algo imposto. Porque deveria aceitar isso?

Vejamos alguns exemplos:

Música no trânsito:


Carro de som é uma verdadeira praga! O volume é altíssimo, as músicas são lixo (sempre!). Juro que nunca colocarei os pés em uma loja que utiliza esse expediente comercial - é melhor receber spam!

Não devo esquecer aqui dos idiotas que aumentam tanto o volume do rádio de seus automóveis ao ponto de fazer tremer o veículo. Impressionante como o sujeito ainda se sinta o máximo. Talvez ele ache que  ter um som potente ou ouvir aquela determinada música faz dele alguém melhor do que os pobres e infelizes ignorantes que são agraciados com a dádiva de passar ao seu lado. Por alguns minutos somos iluminados com o "maravilhoso" gosto que o sujeito tem, que lástima!

Igreja:

Não sigo religião nenhuma, mas respeito quem segue. Não irei aqui dizer como os religiosos devem professar sua fé e sua devoção. Diferentemente da mensagem da imagem acima, acho que o religioso deve orar e efetuar seus ritos como bem entender, mas por que tenho que ser obrigado a participar deles ouvindo seus berros, urros e escândalos há metros de distância? Por mim podem continuar com suas práticas até estourarem os pulmões e ouvidos, mas o isolamento acústico do prédio deveria ser obrigatório - gastam tanto dinheiro abrindo um templo em cada esquina, não seria tão dispendioso separar uma parte da grana para salvar os ouvidos e a paz da vizinhança. A não ser que sejam tão pretensiosos ao ponto de acharem que o volume com que estabeleçam seus cultos seja na intenção de captar novos fiéis - Deus me livre!

Música Ambiente:


Ah, o escritório... Aquele trabalho que muitas vezes é enfadonho... E para tentar melhorar o ânimo do pessoal, o gerente, um verdadeiro gênio, decide colocar uma musiquinha para o pessoal descontrair. O bendito, que não entende nada de música, pois se entendesse saberia que música se ouve com atenção e dedicação e não como mais um "ruído" do ambiente, sintoniza o rádio em alguma estação popular e a cada quinze minutos os funcionários são agraciados com o último sucesso espetaculaaaaar de "Fura-Tripa & Zóio Torto" e outras pérolas que soam quase sempre da mesma forma - pode reparar: o grupo X faz música igual ao Y, que copiou da dupla Z, uma verdadeira riqueza.

Essa prática é estendida ao supermercado, loja de roupas "descoladas", shoppincenters, metrôs, ônibus, elevadores, consultórios, restaurantes, etc. Como devo ser grato por tantas pessoas e instituições estarem interessadas em me apresentar a música do mundo e me tornar um ser humano melhor! Eu nunca escolho, mas  para que escolher se tudo(?!) vem até mim?

Internet: 

Acho muito legal quando um site ou blog musical que visito tem uma playlist, principalmente se ela tem algo a ver com o conteúdo que estou lendo, nem poderia ser diferente, uma vez que utilizo dessa prática em meus blogs. O problema é quando esta playlist começa a tocar automaticamente. É muito chato!! Mais uma vez é tirada a minha prerrogativa de escolher. As músicas podem ser excelentes (quando são ruins, aí é o fim do mundo!), mas sou eu que devo escolher se e quando vou ouvir. Sou totalmente contra isso, é uma arbitrariedade, a censura de minha opinião e vontade, uma afronta!

Concluindo:

Quando converso sobre isso com algumas pessoas, percebo que muitos não ligam. Essa prática é tão recorrente que já virou costume, e isso é um perigo, pois achamos ser natural uma coisa que não é! Natural é eu ter opinião própria, vontade própria. As pessoas e instituições não têm o direito de me obrigar!

Você pode achar que tudo isso é bobagem, coisa de rabugento. Se esse é seu pensamento, convido você a refletir quantas coisas obrigam você a fazer no seu cotidiano, a música é só a pontinha do iceberg, quanto menos vontade própria nós tivermos melhor para os manipuladores da massa popular. Somos todos servos obedientes conduzidos pela mão no transcorrer do caminho certo (o deles, é claro).

Mas diga lá, em que outros momentos te obrigam a ouvir música contra a sua vontade? Tem algum caso para compartilhar? mande um comentário! 

9 comentários:

Edison Junior disse...

Realmente é chato ouvir música sem pedir, mas se a música é de qualidade razoável e o volume idem, não me incomoda tanto. Agora, carro de som e igreja são realmente insuportáveis. Ótimo post!

Rodrigo Nogueira disse...

Valeu Edson!

O problema maior é que a música obrigatória em muitos casos não é uma prática inocente, ela obedece a alguns propósitos: manipulação e afrouxamento de nossa vontade própria, mas aí vai pano pra manga... Quem sabe dá assunto para um novo post.

Abração!

Jefferson disse...

Rodrigão... assino em baixo sem nem pensar!

Que saco entrar em um ônibus e ouvir um grupinho no fundo dele ouvindo música no celular (é sempre porcaria!!!) e começa a cantar junto e a bater palmas e os pés no chão acompanhando e atrapalhando o ônibus inteiro... E o cara ali de saco cheio de ouvir aquilo!

Respeito que existem gostos diferentes, mas desde que não interfiram os meus. Eu não coloco Metal ou Rock Progressivo a toda altura num ônibus por que sei que estaria sendo inconveniente... (e o pior que talvez essa "galera do fundão" talvez me pedisse pra desligar...)

Triste...

E sobre a música ambiente, ontem fui no supermercado e tava tocando Bruce Dickinson e Guns n' Roses! Parece que felizmente ali resolveram colocar uma coisa mais aceitável...

P.S. - Bah, essa do JESUS NÃO É SURDO foi impagável!

Abraço!

Anônimo disse...

deixa um espaço antes de começar um novo paragrafo, o texto alem de ficar gramaticamente correto fica mais "bonito" visualmente.

otimo post

Rodrigo Nogueira disse...

Olá Jefferson!

Nossa, o grupinho no fundo do ônibus fazendo um pagode ou ouvindo música no celular é realmente o inferno na Terra, rss

Abraço!

Anônimo - você se refere ao recuo de primeira linha? Agradeço a sugestão, mas por ser um padrão nos blogs e não haver o recurso no editor de textos do blogger, manterei sem esses espaços mesmo.

Neto Cruz disse...

Ótimo post, retratando uma infeliz realidade. Há algum tempo entrei em um ônibus de viagem (daqueles que dá para - e eu queria - dormir) e tinha som vindo do fundo. Fiquei p.., parei pra perceber que tipo de música era. Legião Urbana - sou um enorme fã do Renato Russo. Admirei, no começo até gostei, mas depois de menos de 1 minuto já não aguentava mais...

Música empurrada é um enorme incômodo. E muitas vezes nos obriga a colocar nosso fone de ouvido pra evitar "músicas" que estragam o dia...

Ótimo blog! Parabéns! Conteúdo de qualidade, layout e design leve e agradável!

Rodrigo Nogueira disse...

Olá Neto!

É isso mesmo, você pegou a ideia. A questão nem é se gostamos ou não das músicas, se elas são boas ou ruins, mas sim o fato de serem empurradas.

Bem-vindo aos Sons, Filmes & Afins!

Abraço.

Anônimo disse...

Eu oro como eu quero por que a oração é para Deus não para você, se incomodado dê uma passada numa loja e compre um tapa-ouvido e utilísi-o quando passar pela porta da igreja.^^

Rodrigo Nogueira disse...

Ok anônimo, se você leu o texto viu que eu concordo que você deve orar como quiser, mas só uma perguntinha: se, como você diz, a oração é para Deus e não para mim, por que que você insiste em me obrigar a ouvir??

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante, todos que são publicados são respondidos, mas antes de escrever, leia as normas do blog:

Você pode: Opinar, elogiar, criticar, sugerir, debater e discordar.
Mas NÃO PODE ofender, insultar, difamar, divulgar spam, fazer racismo, ou qualquer tipo de conteúdo ilegal, além de usar palavras de baixo calão de maneira gratuita.

Obrigado por sua participação, fico na expectativa de seu retorno!

Conheça o Super Fusion Blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Sons, Filmes & Afins,

um refúgio para quem tem a mente aberta, mas opinião própria"

Marcadores

1975 (1) 1977 (1) 1979 (45) 2 Tone (1) 2001 (1) 50 Obras Revolucionárias (51) A Formação do Gosto Musical (8) A Pedidos (3) Abba (3) AC/DC (2) ação (14) Acervo Original (6) acid house (4) acid jazz (6) Acid Rock (1) acid techno (1) Aerosmith (2) afoxé (1) afrobeat (3) Allman Brothers Blues Band (1) Alternative Dance (1) Ambient (2) amizade (6) análise (1) animação (2) Aniversário (1) Arraste-me para o inferno (1) Art Blakey (1) art rock (5) aventura (4) axé (2) baião (1) baixo (6) baladas (3) balanço do ano (5) Barry White (1) bateria (2) be bop (8) Bebel Gilberto (1) Beethoven (6) Bela Fleck (1) Ben Affleck (1) Ben Kingsley (1) Berg (1) Berlioz (3) big band (2) Big Star (1) Bill Evans (1) Bill Wyman (1) Billie Holiday (1) Billy Bob Thornton (1) Billy Joel (1) biografia (3) black metal (2) Black Sabbath (1) Blackened Death Metal (1) Blind Faith (1) Blondie (1) Blue Cheer (1) bluegrass (1) blues (14) blues rock (1) Bob Dylan (1) Bob Marley (2) bolero (2) Bon Jovi (2) bossa nova (5) Boston (1) Boulez (1) Brahms (1) Brian Eno (6) Brittany Murphy (1) Brutal Death Metal (1) Buddy Guy (1) Burning Spear (1) Buzzcocks (2) Caetano Veloso (3) Cage (1) calipso (1) Camisa de Vênus (1) Cannonball Adderley (1) cantata (1) Carpenters (1) celta (2) Charles Mingus (1) Charlie Parker (2) Cheap Trick (1) Cher (1) Chet Baker (1) Chic (3) Chic Corea (4) chicago blues (2) Chico Buarque (2) Chopin (1) Choro (1) Christian McBride (1) Cícero (6) Clive Owen (1) comédia (16) Concerto (1) Cool Jazz (5) Count Basie (1) Counting Crows (1) country (7) country rock (3) Crumb (1) Curtis Mayfield (1) dance (3) David Bowie (6) Dead Kennedys (1) Death Doom Metal (1) death metal (6) debate (2) Debussy (2) Deep Purple (2) Def Leppard (1) Delaney Bonnie And Friends (1) delta blues (2) Dennis Hopper (1) Dennis Quaid (1) Dennis Wilson (1) Denzel Washington (1) Derek And The Dominos (1) Descartes (2) Destaques (1) Devo (2) Dianne Reeves (1) Dire Straits (1) disco (8) Divulgação (1) Dizzie Gilesppie (1) Django Reinhardt (1) Donizetti (1) Donna Summer (1) doo wop (3) Doom Metal (1) drama (27) Dream Theater (1) Drone Doom (1) Duke Ellington (4) Dulce Pontes (1) Dupré (1) Eagles (1) Earth Wind and Fire (3) easy listening (2) Electric Blues (1) electric-folk (1) Elis Regina (1) Ella Fitzgerald (1) ELO (1) Elton John (2) Elvis Costello (2) ensaio (25) Entrevista (1) época (2) Eric Clapton (3) Erroll Garner (1) Esta Música é Arte? (3) fado (2) Fairport Convention (1) Falecimentos (7) fantasia (4) Fela Kuti (1) Feldman (1) ficção científica (6) filme (69) Filosofia (3) flamenco (2) Fleetwood Mac (3) folk (9) Folk Metal (1) forró (1) Frank Sinatra (1) free jazz (4) frevo (1) Funeral Doom (1) funk (14) Funkadelic (1) fusion (10) Gal Costa (2) Gang of Four (1) Gary Numan (1) Genesis (2) Gershwin (1) Gesualdo (1) Gilberto Gil (2) glam rock (1) Glinka (2) Gluck (1) gospel (3) gótico (6) Grammy (2) Graziani (1) Gregory Isaacs (1) guerra (4) guitara (2) guitarra (5) gypsy jazz (1) Hank Jones (1) hard bop (4) hard rock (15) hardcore (2) Haydn (3) heavy metal (17) Herbie Hancock (2) hip-hop (5) Holger Czukay (1) Holst (1) homenagem (1) Horace Silver (1) Houghton (1) house (2) Ian Dury (1) Iggy Pop (2) indie rock (1) infantil (2) Iron Butterfly (1) Isaac (1) Isabelle Fuhrman (1) Ives (1) J.S. Bach (5) Jaco Pastorious (2) James Brown (2) Jamiroquai (1) Japan (1) jazz (44) Jazz Modal (1) Jean Michel Jarre (2) Jefferson Airplane (1) Jenifer Lopez (1) Jimi Hendrix (1) Jimmy Cliff (1) Jimmy Smith (1) Joan Armatrading (1) Joan Sutherland (1) João Gilberto (2) John Coltrane (1) John Mayall's Bluesbreakers (1) John Travolta (1) Johnny Alf (1) Joni Mitchell (3) Jorge Ben Jor (2) Joy Division (2) Judas Priest (1) Julia Roberts (1) Keith Jarrett (1) Kim Bassinger (1) Kiss (2) Kompha (1) Kraftwerk (2) krautrock (5) Led Zeppelin (2) Lee Jackson (1) Leibniz (1) Lenny White (1) Leonin (1) Listas (19) Liszt (2) Louis Armstrong (2) lundu (1) Machaut (1) madchester (2) Magazine (1) Mahler (2) Marcelo Nova (1) Maria Bethânia (1) Marianne Faithfull (1) Marvin Gaye (3) MDM (1) Meat Loaf (1) Medieval Metal (1) Melodic Death Metal (1) Memphis (1) Meryl Streep (1) Messiaen (1) Metal Progressivo (2) Michael Jackson (3) Mickey Rourke (1) Miles Davis (4) Miúcha (1) modal (2) modinha (1) Monteverdi (2) Motörhead (1) Mozart (6) MPB (10) músic eletrônica (3) música ambiente (4) música clásica (1) música clássica (4) Música do outro mundo (11) música eletrônica (4) música experimental (3) música industrial (2) Música na Cabeça (7) musical (1) Musicoterapia (1) Ná Ozzetti (1) Nat King Cole (1) Neil Young (1) new age (1) new wave (15) Ney Matogrosso (1) Nina Simone (1) Nirvana (1) O que é? (6) ópera rock (2) opinião (23) Oscar (1) Paco de Lucía (1) Parliament (2) Pat Metheny (1) Paul Giamatti (1) Paul McCartney (1) Paul Weller (1) Paulinho Nogueira (1) Paulo Moura (1) Penelope Cruz (1) Pere Ubu (2) Peri (1) Perotin (1) Perusio (1) Peter Frampton (1) Peter Gabriel (1) Peter Sarsgaard (1) Peter Tosh (1) piano (2) Pink Floyd (6) polca (1) Police (1) policial (5) pop (23) pop rock (4) pós-punk (6) Post-Punk (2) Poulenc (1) Power Metal (1) Presente (2) Primus (1) Prince (1) Progressive Death Metal (1) promocional (6) Public Image Ltd. (2) Puccini (1) punk rock (31) Quadrinho (1) Queen (1) Racionais MCs (1) Ramones (3) rap (2) Red Hot Chili Peppers (2) reggae (6) Reich (1) Return To Forever (1) Richard Wagner (2) Rick Wakeman (1) rock (70) rock de vanguarda (4) rock progressivo (9) rock psicodélico (3) rockabilly (2) Rolling Stones (2) romance (9) Ronnie James Dio (1) Rush (1) Russell Crowe (1) Rythm and Blues (5) Saint-Saens (1) Sam Raimi (1) samba (5) Sarah Vaughan (1) Satie (1) sax (1) Schoenberg (4) Schubert (3) Schumann (2) Scorpions (1) Scriabin (1) sebo (1) Série Especial de Domingo (80) Sex Pistols (6) Shirley Verrett (1) Show (1) Simone (1) Siouxsie and The Banshees (1) Sister Sledge (1) ska (1) smooth jazz (3) soul (9) soul jazz (4) speed metal (2) Spyro Gyra (1) Stan Getz (1) Stanlay Clarke (1) Star Trek (1) Steely Dan (1) Stéphane Grappelli (1) Steve Vai (1) Steve Winwood (1) Stevie Wonder (2) Stockhausen (1) Stravinsky (1) Sunday (1) Supertramp (1) surf music (1) suspense (14) swing (5) Symphonic Prog (1) synthpop (3) Talking Heads (2) tango (2) Tchaikovski (2) Technical Death Metal (1) techno (5) Television (1) Terri Lyne Carrington (1) terror (7) Tex (1) The Adverts (1) The B-52's (1) The Beach Boys (1) The Beatles (3) The Cars (1) The Clash (3) The Cramps (2) The Cream (3) The Crusaders (1) The Damned (1) The Doors (1) The Fall (1) The Germs (1) The Gun Club (1) The Hollies (1) The Jam (1) The Jazz Crusaders (1) The Modern Lovers (2) The Only Ones (1) The Penguin Cafe Orchestra (1) The Residents (1) The Saints (1) The Slits (2) The Specials (1) The Stooges (2) The Stranglers (2) The Trio (1) The Undertones (1) The Who (1) Thelonious Monk (2) Thin Lizzy (1) thrash metal (2) Throbbing Gristle (1) Titãs (1) Tom Jobim (2) Tom Petty (1) Tom Wilkinson (1) Top Blog (1) TOPS (1) Toquinho (1) Tracy Chapman (1) Traffic (1) trance (2) tropicália (3) Tudo isso é rock (1) valsa (1) Van Halen (2) Van Morrisson (1) Varèse (1) Vaughan Williams (1) Velvet Underground (1) Vera Farmiga (1) Vídeo (1) Viking Metal (1) Villa-Lobos (1) Vinícius de Moraes (1) Vinil (1) violão (1) Vivaldi (2) Watt 69 (1) Weber (1) Webern (1) Wes Montgomery (1) west coast jazz (1) Wheater Report (1) Willie Nelson (2) Winger (1) Winona Ryder (1) Wire (2) X-Ray Spex (1) Yardbirds (1) Yes (1)